Sistemas construtivos agregam valor aos projetos

A estrutura de aço, denominada sistema Light Steel Framing (LSF), está entre as mais recentes soluções que exploram a associação de diferentes materiais. O LSF é formado de perfis laminados a frio em aços zincados (com um mínimo de 275 g/m2 de zinco ou Z275) ou revestidos em alumínio-zinco (com um mínimo de 150 g/m2 de liga de alumínio-zinco ou AZ150) com espessura mínima de 0,8 mm e limite de escoamento mínimo de 230 MPa.

O sistema é composto de chapas de gesso acartonado, placas cimentícias, isolantes termoacústicos, entre outros, informa a arquiteta Silvia Scalzo, responsável pelo Desenvolvimento de Mercado de Construção do segmento de Aços Planos da ArcelorMittal Brasil.

Existem também outras soluções onde a estrutura em aço trabalha em conjunto com o concreto armado, formando pilares, vigas e lajes mistas. As duas tipologias de estruturas, mista ou 100% em componente em aço, são utilizadas onde há necessidade de redução de cargas e de velocidade construtiva. E o caso de pontes e edifícios multiandares.

"Os aços utilizados nessas estruturas são chapas e perfis formados por aços estruturais de alta resistência mecânica. Há a utilização das lajes steel deck, formadas por chapas de aço zincadas perfiladas a frio, que terão a função de fôrma para o concreto e podem ser usadas como laje mista, quando associadas à estrutura por meio de conectores chamados stud-bolts. A chapa de aço utilizada em laje steel deck tem resistência mecânica mínima de 280 MPa e revestimento mínimo de 275gr de zinco por m2", explica Scalzo.

Na cobertura, destacam-se as telhas em aço com diversos revestimentos e sistemas de pintura coil coating e a utilização de novos materiais, como membranas termoplásticas utilizadas sobre decks em aço galvanizado. Há também a utilização de componentes de chapas em aço em sanduiche com materiais como PUR (com poliuretano) ou PIR (com poliisocianurato), que proporcionam desempenho térmico e acústico. Para o interior recomenda-se o drywall, perfis em aço galvanizado com fechamento em chapas de gesso acartonado.

No segmento de longos, a novidade e a Armadura Pronta Soldada, onde o sistema Belgo Pronto recebe o projeto, executa as armaduras e a respectiva montagem por meio de processo controlado e testado de solda MIG, havendo a entrega diretamente na obra. Estacas, paredes diafragmas, pilares, lamelas e blocos são exemplos de peças pre-montadas gerando economia e agilidade nas construções. Outros serviços que a ArcelorMittal oferece pelo Belgo Pronto san: corte de telas, corte de cordoalhas e serviços agregados, objetivando o uso imediato e racionalização na obra, informa Jose Luiz de Morais Andrade, gerente de desenvolvimento de produtos e mercado da ArcelorMittal Aços Longos.

Fotos: ArcelorMittal

 

Fonte:



http://www.cbca-acobrasil.org.br/site/noticias-detalhes.php?cod=6107&bsc=&orig=noticias&q=Sistemas+construtivos+agregam+valor+aos+projetos

 

Veja também
 
M_In_int