Os detalhes da cobertura do Beira-Rio
A estrutura de aço tubular coberta por membrana tensionada suportará ventos de até 170 Km/h

Com projeto estrutural da Simon Engenharia, a Sulmeta foi a empresa responsável pelo processo de fabricação das 4 mil toneladas de aço materializadas em 65 folhas para cobrir o estádio.

Projeto da nova cobertura do Beira-Rio (Foto: Divulgação)

Como experiência, a companhia gaúcha tem no portfólio a implantação da cobertura do Engenhão, no Rio de Janeiro, o que levou 12 meses de montagem. Ao longo do período de instalação no Beira-Rio, foram enviadas 250 carretas com o material de Nova Bassano para Porto Alegre.

A grandiosidade do projeto fica provada no tamanho de cada chamada “folha”. São 60 metros da base até a ponta da estrutura, além de 40 metros de balanço, deixando os refletores resguardados por baixo do revestimento. Também houve um estudo para que a cobertura não atrapalhe a iluminação solar, o que é fundamental para o crescimento e a manutenção do gramado.

A imponência da obra se completa com a membrana PTFE (politetrafluoretileno), tecido preso à cobertura. Fabricada pela Hightex, mesma empresa alemã responsável pela Allianz Arena, é capaz de fazer efeitos de iluminação, possibilitando que cada partida seja um espetáculo à parte. O novo Beira-Rio, por exemplo, poderá ter efeitos em vermelho e branco para os confrontos.

“ É uma malha de vidro que não estica, extremamente rígida e leve. Com ela, é possível brincar com a iluminação cênica dentro e fora do estádio, como acontece no Allianz Arena. Tem vida útil de pelo menos 30 anos” - explica o gerente de obras do Inter, Helio Giaretta.
Como vantagem, conta com superfície autolimpante, o que reduz a necessidade de manutenção periódica.

“ Essa iluminação de LED passará efeito visual muito bonito, mas diferente do Allianz Arena, que tem aspecto de pneu. A instalação será feita nos módulos da cobertura. Em condição de fachada, o Beira-Rio será o único estádio brasileiro a utilizar a membrana nesse aspecto visual”  - conta a diretora da patrimônio do Inter, Diana Oliveira.

A Construção em Imagens

Video:

Ficha Técnica

Nome oficial: Estádio José Pinheiro Borda
Projeto de Arquitetura: Hype Studio; Arquitetos Fernando Balverdi, Gabriel Garcia e Mauricio Santos
Projeto Executivo: Santini e Rocha Arquitetos (gerenciamento técnico e detalhamento);
Projeto Estrutural: Simon Engenharia (cálculo estrutural de fundações e estruturas de aço e de concreto)
Membrana tensionada: Birdair Inc (Consultoria Técnica / hightex ( Projeto executivo)
Construtora: Andrade Gutierrez
Consultorias: Daniel Filippon (elétrica e hidráulica); Maristela Kuhn (gramado)
Área do terreno: 305.470 m²
Área construída: 171.082 m²
Construção: 2010 / 2014

 

FontePortal da Copa /Hype Studio / Site oficial Sport Club Internacional / Archello
Fotos: Paulinho Mendes (Portal da Copa) / Hype Studio / Archello (plantas e cortes)

 

 

Veja Também:

•    O Beira Rio – Porto Alegre: todos os detalhes do novo estádio
•    O projeto da Hype Studio – (plantas, cortes e detalhes)
•    Entrevista com o eng. Charles Simon explica os detalhes e desafios do projeto da cobertura

     
    M_in_noticia