A leveza do Steel Framing

light-steel-framing-1

Até algum tempo o chamado Light Steel Framing (LSF), em português, Estrutura de Aço Leve, era apenas parte complementar da construção de grandes edifícios. O material usado neste sistema construtivo é o aço leve moldado a frio ou, aço galvanizado, que é produzido a partir de chapa de aço cuja espessura é reduzida e, portanto, de baixo peso. Hoje, o aço galvanizado é empregado como principal elemento estrutural uma vez que o LSF dispensa o uso de tijolos ou cimento, sendo o concreto empregue apenas nas fundações.

A construção é feita, basicamente, em seis etapas:

1. A primeira é a fundação, do tipo radier;

light-steel-framing-2

2. Depois, os componentes da estrutura chegam prontos ao canteiro, são montados e unidos;

light-steel-framing-3

3. Parte-se para a montagem da cobertura, também de perfis leves de aço;

light-steel-framing-4

4. Em seguida, ou concomitantemente, vem a execução do fechamento externo;

light-steel-framing-5

5. O embutimento das instalações elétricas e hidráulicas;

light-steel-framing-6

6. E, finalmente, os acabamentos.

light-steel-framing-7

Veja o vídeo mostrando passo a passo o processo:

Por serem utilizados materiais leves, muitos podem duvidar da resistência deste tipo de construção. No entanto, alguns aspectos dessas estruturas garantem que elas tenham elevada resistência sísmica: o aço garante grande parte da sua resistência, assim como em construções de alvenaria onde varas de ferro são embutidas em pilares e lintéis de cimento, só que neste caso há a vantagem de não haver o peso do cimento e do tijolo; como não são necessárias vigas ou colunas isoladas de apoio, todas as paredes exteriores ajudam a repartir todo o peso das placas e andares; eliminam-se também pontos frágeis de ruptura, visto que não são empregues pontos de soldadura.

Além da grande resistência, o Steel Frame tem diversos outros pontos positivos: o isolamento pode ser feito por materiais como placas cimentícias, OSB (derivado da madeira) ou poliestireno expandido (isopor), além da inserção de lãs minerais e gesso cartonado nas cavidades das paredes garantindo o isolamento térmico e acústico e a regulação da umidade no ambiente. Quanto à construção, o sistema LSF também oferece benefícios, as diversas qualidades das Estruturas de Aço Leve facilitam o processo de construção e diminuem o custo da obra. O baixo peso dos materiais, a utilização de sistemas de fixação mecânica ao invés de cimento, a aplicação de argamassas de rápida secagem para rebocos exteriores e a facilitada colocação de tubagens e condutores elétricos, diminuem consideravelmente o tempo necessário para a conclusão dos trabalhos, em alguns casos reduz-se em até 50% o tempo de obra.

Como se não bastassem as já enunciadas vantagens, as estruturas LSF são ainda ecologicamente corretas em diversos aspectos: há redução dos meios de transporte e por consequência do consumo de combustível; o peso lançado sobre os solos, especialmente no caso de encostas ou terrenos instáveis, é extremamente reduzido; em toda a obra a água é praticamente desnecessária. E mesmo depois de pronta existe grande poupança de energia devido ao bom isolamento do edifício, e grande parte dos materiais usados pode ser reciclado ou reaproveitado na totalidade.

light-steel-framing-8As desvantagens do uso do LSF ficam por conta do custo da obra, mas nos últimos anos houve redução de valores, graças à nacionalização dos componentes. Os custos também podem ser reduzidos se for feito um bom planejamento: “Ao fazer o projeto estrutural específico do nosso negócio, procuramos também fazer uma otimização do projeto arquitetônico, ou seja, adotamos medidas, afastamentos e recuos que façam com que se tenha menor perda de material possível dos padrões da indústria, tanto do drywall, como das placas cimentícias e dos próprios sidings usados em fachada”, explica Marcio Raigorosky, da Steel Frame do Brasil.

O Steel Frame está sendo empregado até mesmo em contruções populares à exemplo do Vila Dignidade, programa que promoverá a construção de moradias em pequenas vilas, voltado aos idosos, realizado pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do Estado de São Paulo (CDHU).

O Steel Frame pode ser empregado em casas e pequenos prédios, mas não é indicado para edifícios de grande porte. Se você está procurando um meio rápido e prático de realizar sua obra, o Steel Frame pode ser a solução. Mas lembre-se, que como em qualquer projeto deve-se avaliar se o método empregado é adequado e eficaz ao tipo de construção desejada!

Fonte:

Revista Téchne, Wikipédia, SteelHome

     
    M_in_noticia